Na segunda-feira feira (17), foi realizada um laboratório de criação de tintas naturais orientado pelas integrantes do Núcleo de Economia Alternativa, Thais Leite e Ana Paula Tomimori, com o grupo de papéis e cartões da GerAção Poa.            

Alguns experimentos:

Cor amarela – Laranja: 1. as cascas foram fervidas com água até ficar uma calda colorida. Após foi adicionado cola e vinagre. 2. foi colocada cascas em um vidro com alcool para ficar durante, no mínimo doze horas, para após ser adicionada a cola. 3. Macela: Flores de Macela foram fervidas com água até formar uma calda amarela, após esfriar foi adicionada à gema de ovo e ao limão.

Cor-de-rosa – Beterraba: foi batida no liquidificador uma beterraba crua com água, após a coagem foi adicionado gema de ovo e limão.

Cor Verde – Erva-mate: foram colocadas dez colheres de erva mate em um recipiente com água fervida e fria, após doze horas ela deve ser coada e adicionada à cola ou clara de ovo para aglutinar e ao bicarbonato para a cor fixar.

Esquema:

Extração de pigmento + aglutinante + fixador = tinta natural.

            Para os usuário desta oficina, esta foi uma atividade diferenciada, realizada na cozinha do empreendimento. Os oficinandos realizaram todas as receitas apresentadas, anotando os processos e as medidas. As tintas não puderam ser testadas no momento pois não estavam 100% prontas. Uma próxima oficina se ocupará de trabalhar com esse material produzido. O processo da Oficina integrou ainda a pesquisa da elaboração da agenda 2010 através das análises de possibilidades de cores para o design Etnias (ítalo-alemã).

Bibliografia utilizada: BUENO, Maria Lucia Busato. Tintas Naturais, uma alternativa à pintura artística. 2ª Ed. Passo Fundo: Universidade de Passo fundo, 1989.

Anúncios