Em 20 de janeiro de 2010 o NEA/UFRGS esteve reunido com pequenos agricultores e com a Prefeitura de Sagrada Família em razão do projeto de desenvolvimento econômico da região. O município carente em termos socioeconômicos ocupa o 478º lugar entre os 492 municípios do estado quanto ao índice de desenvolvimento.

A relação com o Município de Sagrada Família-RS iniciou em 2007 quando o NEA conheceu o projeto de geração de trabalho e renda de um grupo de mulheres, organizado desde 1986, chamado  As Camponesas – agroindústria de panificação. Exemplo para o município e para a região.

O NEA/UFRGS junto com o Movimento de Mulheres Camponesas no intuito de reconhecer a experiencia e melhorar as condiçoes econômicas do empreendimento foi em busca de financiamento junto ao ministério do desenvolvimento agrário. E em parceria com a prefeitura de sagrada família foi elaborado e encaminhado um projeto para a construção de um prédio e a aquisição de equipamentos.

Com a inauguração do prédio o projeto foi concluído em 2009. Mas atividade de desenvolvimento sócio-econômico do município não parou. Os maridos das camponesas da agroindustria de panificação que tiveram o projeto concluído com sucesso também manifestaram interesse em desenvolver atividades associativas ligadas à produção de alimentos.

Em 2009 se toma posse a nova administração municipal com forte conexão com os movimentos sociais rurais, propondo-se a implementar um plano de desenvolvimento baseado nas demandas da população e solicitando apoio técnico ao NEA/UFRGS.

O projeto  contempla as perspectivas agronômicas e socioeconômicas para a construção de uma matriz de investimentos através do diálogo com a comunidade, movimentos sociais, agricultores camponeses e familiares, lideranças locais e demais atores.

NEA, pequenos agricultores e prefeitura de Sagrada Família

Inauguração da Padaria em Sagrada Família